Da planta ao produto

  1. A OBSERVAÇÃO

    É o número
    de matérias-primas
    de que dispõem
    os investigadores Clarins

    O biomimetismo,
    observar a natureza e inspirar-se nela

    PARA SABER MAIS…
    “O termo biomimetismo é composto por “bio”, que significa vida, e por “mimetismo”, que significa imitar. Inspirar-se na vida é observar com respeito o que acontece na natureza e descobrir possíveis aplicações na cosmética”. Christian Courtin-Clarins.

    Os investigadores Clarins sempre dedicaram parte do seu trabalho à observação da natureza, com vista a criar produtos com desempenhos inovadores. Muitos dos produtos Clarins resultam de uma abordagem biomimética.

    DOUBLE SÉRUM, UM EXEMPLO SURPREENDENTE DE BIOMIMETISMO

    Foi ao observar a natureza e o filme hidrolipídico da pele que os investigadores Clarins criaram o Double Sérum, um cuidado único, certamente o mais completo da indústria cosmética por reunir no mesmo frasco todas as matérias-primas conhecidas para combater o envelhecimento e para melhorar o estado da pele, matérias que, à partida, não se conseguem misturar.
    O desequilíbrio do filme hidrolipídico é característico de uma pele oleosa com tendência para brilhos, devido à combinação da ação das glândulas sebáceas e das glândulas sudoríparas. Ao imitar esta aliança entre o óleo e a água, os investigadores criaram um cuidado que reúne ativos hidro (solúveis em água) e ativos lipo (solúveis em óleo). Ora na cosmética, é impossível misturar estes dois ativos. Os investigadores conseguiram encontrar uma solução criando 2 compartimentos separados. Os ativos só se reúnem no último momento, quando são aplicados na mão. É uma experiência biomimética.

  2. A EXTRAÇÃO

    patentes registadas
    pelos Laboratórios Clarins
    desde a sua criação

    O melhor das plantas ao
    serviço da eficácia do produto

    PARA SABER MAIS…
    A Pesquisa Clarins, sempre em busca dos vegetais mais ativos, conta com o apoio de uma rede de botânicos que estuda os saberes tradicionais do mundo inteiro. A sua investigação, validada por experiências científicas rigorosas, abre caminho para a inovação, o que permite à Clarins assumir com frequência o papel de precursora.
    Cada planta é analisada, esmiuçada, para que seja extraída a sua melhor parte. A parte mais ativa – folha, flor, caule, raiz – é selecionada com base em critérios rigorosos de desempenho e inocuidade e utilizada na concentração mais eficaz.
    • Jean-Pierre Nicolas

      Botânico Clarins
      Este perito etnobotânico colabora com as equipas Clarins na pesquisa de novos princípios ativos, tendo sempre em conta o respeito pela biodiversidade.

    OS MELHORES PERITOS

    Na sua busca de princípios ativos provenientes do universo vegetal, a Clarins rodeia-se dos melhores peritos: químicos, biólogos, farmacologistas, dermatologistas… Estes peritos confrontam os seus conhecimentos e unem esforços em prol de um objetivo comum: a qualidade e a eficácia do produto acabado.

    A UNIÃO FAZ A FORÇA

    Os produtos Aroma fitotratamento, pioneiros da beleza ao natural, são o mais belo exemplo desta arte da dosagem e da composição: reúnem numa mesma fórmula óleos essenciais aromáticos e extratos de plantas medicinais, selecionados pela sua complementaridade e pela sua perfeita sinergia de ação.

  3. A FORMULAÇÃO

    é o tempo mínimo
    necessário para criar
    uma nova fórmula

    A formulação : um misto de intuição,
    criatividade e savoir-faire tecnológico

    PARA SABER MAIS…
    Quando as plantas dão o melhor de si, os investigadores Clarins conseguem uma nova proeza: a formulação que confere ao produto todas as suas propriedades e à pele um conforto máximo.
    Para os investigadores Clarins cada critério é essencial: estabilidade, facilidade de aplicação, sensorialidade, perfume…

    RIGOR E PERSEVERANÇA

    Vários meses de trabalho com controlos contínuos são indispensáveis para criar a fórmula mais eficaz.
    E como a exigência de qualidade é permanente, numerosas análises físicas, químicas e bacteriológicas são realizadas de acordo com um rigoroso caderno de encargos. A elaboração de uma nova fórmula exige, geralmente, mais de 18 meses, mais de 100 ensaios e uma média de 250 controlos.

    PERITOS ESPECIALIZADOS

    A conceção de um produto Clarins assenta no talento e na experiência de várias equipas de formuladores, sendo cada uma especializada num determinado domínio: desmaquilhantes, cremes de dia e de noite, produtos solares, produtos de maquilhagem…

    A RASTREABILIDADE

    Para qualquer matéria-prima, a escolha do fornecedor é fundamental. Este é avaliado e controlado para verificar se respeita o meio ambiente, os seus colaboradores e a carta Clarins. Cada fornecedor deve especificar o local, a data de colheita, o impacto sobre o meio natural, o transporte, o armazenamento, etc. Esta política aplica-se tanto às matérias-primas, como à embalagem do produto acabado.

  4. OS TESTES

    são necessários
    para a elaboração
    de um novo produto

    Eficácia e inocuidade do produto:
    uma prioridade absoluta

    PARA SABER MAIS…
    Na unidade de biometrologia Clarins, a avaliação da eficácia é particularmente precisa e os testes de tolerância são sempre realizados sob controlo dermatológico.
    Segundo uma metodologia rigorosa e graças a técnicas altamente eficazes, cada produto é testado antes, durante e após a sua utilização. Para cada novo produto, pelo menos 100 pessoas criteriosamente selecionadas dão o seu veredito. Se os resultados revelarem uma eficácia máxima, associada a uma tolerância perfeita, o produto poderá então continuar o seu percurso.
    • EFICÁCIA PROVADA

      CAPITAL LUMIÈRE

      Pela primeira vez, a pesquisa Clarins avaliou a evolução da difusão da luz na pele numa população de 150 mulheres, com idades compreendidas entre os 21 e os 77 anos. Este estudo revela uma diminuição da luminosidade cutânea a partir dos 40 anos. Aos 50 anos, a pele já perdeu cerca de 34% do seu “capital de luminosidade”.
      Com base nesta constatação, a Clarins criou Capitale Lumière. Uma gama de cuidados que favorece a reativação de todas as funções da derme e restitui à pele a sua luminosidade profunda original.

    OS MÉTODOS DE TESTE

    Cada parâmetro cutâneo implica um protocolo de estudo e técnicas totalmente fiáveis, reprodutíveis e precisas.

    POLISSENSORIALIDADE, UMA PRIORIDADE

    Sensorialidade provada
    Aspeto, suavidade, cor, perfume, facilidade de aplicação, rapidez de absorção... Grupos de utilizadoras especialmente treinadas em escalas de avaliação testam e retestam com rigor a textura até esta proporcionar o prazer sensorial pretendido.

    A Cosmetovigilância, acompanhamento da inocuidade do produto

    Trata-se de um procedimento que permite acompanhar os efeitos indesejáveis dos produtos após a sua comercialização. Em estreita colaboração com o serviço de apoio ao cliente Clarins, este procedimento permite identificar e analisar as reclamações (identificação do produto, descrição dos sintomas e das condições do seu aparecimento…).

  5. A PRODUÇÃO

    de produtos
    anualmente fabricados nos
    Laboratórios Clarins

    Uma produção extremamente rigorosa é
    a garantia de uma qualidade perfeita

    PARA SABER MAIS…
    O produto adquire a sua forma definitiva na unidade de produção antes de ser armazenado e expedido. Após a pesagem, a colocação em cuba é a última etapa de um rigor extremo, respeitando criteriosamente a “receita” elaborada pelo Laboratório. A ordem de introdução de cada componente, a temperatura, a duração e a velocidade de agitação, o tempo de repouso, etc., tudo é verificado, regulado e robotizado para um percurso sem falhas.
    Por último, o acondicionamento constitui uma etapa importante em que é dada especial atenção ao peso, ao volume, à reciclagem de todos os componentes e ao modo de transporte escolhido. A Clarins assumiu o compromisso de diminuir as suas emissões de gases com efeito de estufa.

    CAPACIDADE DE PRODUÇÃO

    Com cubas de 2 a 5 toneladas que funcionam por vezes até 16 horas por dia e cubas de 5 a 10 toneladas reservadas à produção de loções, a unidade de produção é capaz de fabricar mais de 700 toneladas de produtos por mês. Após esta etapa, o produto é transferido para pipas de 500 quilos, destinados à unidade de acondicionamento.

    EM BUSCA DA INOCUIDADE PERFEITA

    Os Laboratórios Clarins dispõem, desde 2008, de câmaras esterilizadas: o enchimento dos produtos passou a ser efetuado numa zona de atmosfera controlada, de acordo com regras de higiene muito rigorosas. Este processo minimiza os riscos bacteriológicos e permite reduzir a concentração de conservantes nos produtos.