01/ Matérias-primas

Valores de equidade e respeito

Para a Clarins, o comércio justo com os países em vias de desenvolvimento deve ter em conta e valorizar o ambiente económico, social e ecológico dos mesmos. Respeitando na íntegra os valores desse comércio, a Clarins alia a compra das matérias-primas à ajuda das populações locais, para proporcionar uma remuneração justa, o desenvolvimento das infra-estruturas coletivas e a transmissão dos conhecimentos.

Madagáscar

O katafray, ingrediente principal da gama Multi-Hidratante, o ambiaty e a centelha asiática fazem parte de um programa de comércio justo da Clarins. 5% do preço é destinado ao financiamento de projetos de interesse coletivo na zona da colheita. Em 2008, os fundos reunidos para a compra do katafray permitiram a construção de uma rede de abastecimento de água potável no município de Morarano.

Vietname

No Vietname, com a colheita de vu sua, utilizado na gama de cuidados para o busto, a Clarins participou em projetos locais de interesse coletivo tais como a construção de escolas na aldeia de Vinh Kim.

Botânico clarins

Jean-Pierre Nicolas ou a transmissão dos saberes botânicos


Jean-Pierre Nicolas colabora com as equipas dos Laboratórios Clarins na investigação de novos princípios ativos, no âmbito de um caderno de encargos muito rigoroso em termos de respeito pela biodiversidade. Investiga a rastreabilidade das plantas e realiza as verificações etnobotânicas necessárias ao desenvolvimento de novos produtos.
Do Burkina-Faso a Madagáscar, este transmissor de saberes botânicos também coloca a sua energia ao serviço das relações entre as comunidades e o seu ambiente vegetal. O seu trabalho de investigação baseia-se no contacto com as populações que cultivam plantas e a sua missão consiste em reintroduzir o uso das plantas medicinais locais, reconstituir as farmacopeias tradicionais e formar as populações para que utilizem e cultivem melhor as plantas. «Só podemos salvar a natureza com a ajuda das pessoas, a dimensão de acompanhamento e a ecocoerência são fundamentais.»
No âmbito da sua associação Jardins du Monde apoiada pela Clarins, Jean-Pierre Nicolas é autor de mais de 14 obras sobre a farmacopeia tradicional e as plantas medicinais destinadas às mães. «Devemos fomentar o interesse das gerações jovens pelas plantas, melhorar a sua auto-estima e dar-lhes confiança no futuro. É um trabalho de educação para o ambiente e para a saúde: fazer com que os jovens se respeitem, respeitem a natureza e se interessem pela utilização das plantas.»

Descarregue a carta >
  1. CHRISTIAN
    COURTIN-CLARINS
    &
    Lionel de Benetti

    “Respeitemos a sabedoria dos Antigos…”
  2. AS AÇÕES CLARINS EM MADAGÁSCAR
  3. CHRISTIAN
    COURTIN-CLARINS

    “Quando utilizamos plantas, acabamos por gostar delas e respeitá-las.”
  4. AS AÇÕES CLARINS NO MUNDO INTEIRO